Pré-candidata à vereadora anseia por representatividade equilibrada entre homens e mulheres no legislativo

Fé e compromisso com o povo: “Não estou aqui para preencher partido, mas sim para somar na lutar pela população”

Não é de hoje que a Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia carece de representações femininas. Neste pleito que se encerra no fim do ano, não há nenhuma mulher ocupando cadeira no legislativo municipal.

Uma aposta do Partido Socialista Brasileiro (PSB), para mudar essa realidade, vem do Setor Nova Cidade. Luciene Moreira Alves Coelho, conhecida por Pastora Lucilene, de 43 anos. Ela é pré-candidata à vereadora e está concorrendo pela primeira vez. Um de seus desejos é de que a representatividade nas casas legislativas, sejam equilibradas com 50% homens e 50% mulheres.

Pastora Lucilene diz ter boas propostas para Aparecida, mas que prefere o momento da campanha para revela-los. Favorável a administração que o atual prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha (MDB), tem feito, a religiosa revela que sua bandeira política é a fé e o compromisso com o povo.

Ela foi convidada pelo partido para participar da campanha municipal e diz que recebeu muito apoio para isso, e que pretende avançar na carreira política, pois tem Gustavo Mendanha como uma figura política que à inspira.

A pastora também deseja poder fazer mais pela comunidade aparecidense, lutando pela moradia, saúde, educação, esporte e segurança. “Não estou aqui para preencher partido, mas sim para somar na lutar pela população”, disse a pastora.