Homem de 39 anos abusava sexualmente da filha de seis anos em Live e cobrava pela exibição

Prisão só foi possível graças a uma denunciante que acompanhou a cena e levou as imagens até a Polícia

Por meio de denúncia à Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc) do Estado de Goiás, foi possível realizar a prisão de um suspeito de 39 anos que cometia abuso sexual contra a própria filha de apenas seis anos, e exibia ao vivo por meio do aplicativo FaceCast.

A denúncia chegou à polícia no dia 07 de janeiro deste ano. Uma mulher de Goiânia viu os abusos acontecendo na plataforma de stream no dia 03 deste mês e não se omitiu, capturou a cena e levou até a Polícia Civil de Goiás (PC), que descobriu que o crime aconteceu em Pará de Minas, interior do Estado de Minas Gerais. A PC de Minas foi acionada e chegou ao autor que foi preso na manhã de hoje (26).

O homem pedia as pessoas que estavam assistindo, para enviarem criptomoedas a ele, para que pudessem ser trocadas por dinheiro posteriormente. A vítima e o suspeito moravam sozinhos na mesma casa. As informações é de que a mãe reside em outra cidade. A criança agora está sob os cuidados do Conselho Tutelar do município.

A (PC) ressalta que a identificação e prisão do criminoso somente foi possível pela atitude corajosa da denunciante e pelo trabalho em conjunto realizado entre as Polícias Civis de Goiás e Minas Gerais, o que certamente resultou no socorro à criança.

Além dos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o pai da criança também poderá responder por estupro de vulnerável, que tem pena de dez há 20 anos de reclusão.