Câmara Municipal de Goiânia retorna as sessões plenárias de forma presencial a partir de amanhã

Seis vereadores já foram contaminados pelo Covid-19. Dos 845 testes realizados na casa, 53 apresentaram apontaram carga viral ativa e outros 42 casos ja curados

A sessão plenária da Câmara Municipal de Goiânia de hoje (14), teve a participação dos vereadores de forma presente em plenário e virtual. Medida adotada em combate ao Covid-19 entre os parlamentares na casa legislativa. O presidente da casa, o vereador GCM Romário Policarpo (Patriota), anuncio o retorno da sessão somente de forma presencial a partir de amanhã (15).

Alguns vereadores não estão de acordo com medida e pediram para que toda está semana, as reuniões acontecessem de forma mista. O vereador Felisberto (Podemos), declarou hoje que está positivado para o Covid-19. Ele segue em casa, com participação virtual da sessão plenária. Ele fez um pedido de rever a decisão da presidência, para que ele possa continuar de forma presencial durante seu isolamento. Romário foi irredutível, “A cidade de Goiânia está reaberta, a Câmara Municipal de Goiânia também está reaberta. A partir de amanhã, sessões só presenciais”, disse Policarpo.

Vereador Gustavo Cruvinel (MDB), também se mostrou contrário a decisão e solicitou que constasse em ata, que a mesa diretora está tirando o direito dele de estar participando da sessão virtualmente e que considera o ato injusto. O emedebista alega ter passado por problemas respiratórios e que teve a orientação médica de ficar em casa está semana.

Antes do final da sessão, Policarpo voltou atrás, considerou a participação de Gustavo de forma remota, pois ele fez encaminhamento formal da justificativa. Aqueles que não apresentarem justificativa à mesa diretora, não estarão autorizados a participar de forma remota.

Vereadores e servidores contaminados por Covid

Na primeira quinzena do mês passado (6), a Câmara Municipal testou os servidores. Dos 845 testes realizados, 53 apresentaram apontaram carga viral ativa para o novo coronavírus e outros 42 indicaram anticorpos para a infecção (casos já curados). Entre esses, seis vereadores testaram positivo.